quinta-feira, 18 de abril de 2013

Da série: Quando é que você vai cortar o seu cabelo?

 
   Trabalhar exercendo uma função que  você não sente nenhum tesão, é complicado. Trabalhar em empresa que oferece poucos benefícios, é foda. Trabalhar com pessoas diferentes em todos os aspectos sociais e culturais, não é fácil. Agora ter um emprego com todos esses sentidos, com um chefe chato, insuportável, ridículo e ainda chamado Edmilson, é castigo. Nada contra os Edmilsons da vida, mas que nome escroto.
   - Daniel, tá na hora de você cortar o seu cabelo.
   - Como assim Edmilson?
   - Você tem que cortar o seu cabelo. Aqui na empresa, temos que seguir um perfil padrão.
   - Humm entendi - já estava na empresa há uns 8 meses e será que só agora repararam no meu cabelo? - Amanha eu corto.
   No dia seguinte.
   - Daniel, quando é que você vai cortar o seu cabelo?
   -Nesse final de semana, Edmilson - respondi, com uma certa impaciência na voz.
   Cacete eu não queria cortar o meu cabelo. Eu não gosto de cortar o cabelo. Só passo por esse martírio, quando percebo que um ninho de rato já está se formando na minha cabeça. Além disso o cara praticamente me ordenou a cortar o meu cabelo. Quem  ele pensa que é?
   - Daniel, quando é, REALMENTE, o dia que você vai cortar o seu cabelo? - dessa vez, ele colocou mais enfase na pergunta e foi claramente enérgico e impaciente. Queria por um ponto final na história. Queria passar a tesoura, a maquininha numero zero.
   - Edmilson é o seguinte: Eu vou cortar o meu cabelo porque eu quero e não porque você está pedindo - comecei a desabafar. Soltar tudo o que queria dizer. Caramba é o meu cabelo que está em risco. -  Mas me responde, o que o meu cabelo tem haver com a minha conduta profis...
   - Vai falar com a Tais do RH - me interrompeu o desgraçado.
   Enquanto caminhava ao RH, o xinguei, mentalmente é claro, com todos os palavrões e imaginei as mortes mais insanas e dolorosas que possam existir. Puta merda, seria demitido.
   -  Tais, o cretino, maldito, miserável, filha da puta, broxa , bicha, comedor de bosta do Edmison, me pediu pra vim aqui - tirando os xingamentos e insultos, todo o resto da frase eu falei perfeitamente.
   - Ah sim, você vai ter que mudar de setor. Você ainda tem alguns meses de contrato com a empresa, mas você deverá cumpri-los em outra área.. O Edmilson acabou de falar comigo e pediu que eu te transferisse. Então você pode escolher...
 
   Moral da história:  Nunca, jamais, ousem colocar  o nome do seu filho de Edmilson.
 

2 comentários:

  1. Kkkk ri muito. Até chamei meu irmão pra le o texto Muito legal kk

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que você e o seu irmão gostaram.

      Excluir